O que cai no ENEM em Geografia

Como estudar geografia para o ENEM?

Se você quer mandar bem em geografia no ENEM, o primeiro passo é ficar por dentro do que esta ciência estuda, ou seja, qual seu objeto de estudo. Desse modo, a geografia tem como objetivo compreender as interações entre a sociedade e a natureza, em outras palavras, como o homem se relaciona com o espaço em que vive.

Sim! De fato o conteúdo visto em geografia é muito vasto e horizontal. Qualquer interação do ser humano com a natureza (e são muitas!) pode ser analisada pelo olhar de um geógrafo. Além disso, por ser uma ciência horizontal, ela tange outras disciplinas, como história, sociologia, biologia, química… Mas isso não quer dizer que você, vestibulando do ENEM, precise ser um geógrafo nato para lacrar no exame, tampouco conhecer timtim por timtim de cada fenômeno, de cada canto da Terra para conseguir aquela vaga na universidade dos sonhos.

A interdisciplinaridade, então, é muito importante para estudar o que cai no enem em Geografia. Saber relacionar os fenômenos e contextos com as outras disciplinas cobradas na prova é essencial. Por exemplo, quando se estuda cartografia é preciso entender a escala ou defini-la. Nesse caso, utilizamos a matemática como base. Já quando se estuda industrialização brasileira, entende-se automaticamente que o processo de industrialização desenha-se em paralelo com o contexto histórico.

Além da percepção desse caráter interdisciplinar, é necessário perceber que a prova do ENEM é também bastante atual. Dessa forma, os temas abordados envolvem os conteúdos de geografia aplicados a questões de atualidades. Você, portanto, precia estar antenado nos acontecimentos, nos noticiários… enfim, no que rola no mundo!

Principais conteúdos que caem no ENEM

Globalização

A globalização é a atual fase de expansão do capitalismo informacional. É notável pelo aumento da internacionalização das relações econômicas e sociais. Economia mais integrada e conectada 24h por dia e a formação de uma cultura global, por exemplo, podem ser percebidos como efeitos da globalização.

Teorias Demográficas

Um dica importante é conhecer, logo de cara, as três principais teorias (Malthusiana, Reformista e Neomalthusiana) e saber confrontar cada uma destas. Nesse sentido, é interessante associar o contexto histórico das teorias, compreender suas definições, previsões e possíveis mitigações.

Relevo

É essencial compreender os processos de formação de relevo, sobretudo, no Brasil. Ou seja, entender porque não possuímos dobramentos modernos e, por consequência, porque temos um relevo mais rebaixado. Assim, também é importante assimilar na formação do relevo os agentes externos que também moldam o mesmo.

Solos e Rochas

Você deve entender a formação dos solos (pedogênese) é relevante para assimilar tipos de atividades realizadas no território brasileiro. Também é interessante conhecer os principais tipos de solos, como a terra roxa, massapé, latossolo.

Terceira Revolução Industrial

A Terceira Revolução Industrial – também conhecida como Revolução Técnico-Científico-Informacional – é a revolução que estimula a expansão da globalização por meio da informatização e do aumento de interação entre os fluxos (financeiros, informacionais, etc.). Assim, é importante compreender a quebra de paradigma da Terceira R.I. com as demais anteriores, ou seja, entender as relações de trabalho e produção.

Migrações Internacionais e Novos Fluxos Migratórios

Ter noção dos principais fluxos históricos migratórios é outro passo importante! Você deve conhecer, por exemplo, o período das colonizações das Américas que provocou a migração compulsória de negros escravos africanos e as vindas de europeus para o continente americano. Porém, não tire os olhos das problemáticas atuais, que também estimulam grandes fluxos migratórios, principalmente pela crise dos refugiados.

Questões Ambientais

Estude os principais impactos ambientais: como podem afetar o cotidiano dos seres humanos, sobretudo, em grandes cidades. É importante conhecer medidas de prevenção ou mitigação de tais impactos.

Clima

É importante conhecer fatores, elementos do clima, e como a combinação deles constituem um clima. Esteja atento aos climas do Brasil e aos fenômenos a que o território nacional está sujeito, como por exemplo o El Niño e La Niña.

Projeções Cartográficas

A noção de que a cartografia não é fiel à realidade é muito importante. Não é possível retratar uma realidade tridimensional em um planisfério, portanto, vão existir informações ressaltadas em detrimento de outras. A cartografia é um instrumento político-ideológico, assim é necessário entender as principais projeções e suas características.

Fontes de Energia

Fique ligado! Além de compreender as características das principais fontes energéticas é necessário relacionar essas fontes ao meio geográfico, ou seja, entender quais são as mais adequadas para serem exploradas em determinados lugares e para quais atividades. Nesse sentido, é importante entender os pontos positivos e negativos tanto de implementação, quanto de operacionalização das fontes de energia.

O que fazer então?

Percebemos, assim, que ao analisar os principais temas que mais caem na prova, entendemos, de fato, que, para estudar esta área com foco no ENEM, é necessário compreender as interações do homem com o espaço em que ele vive. Vemos nos principais temas que saber relacionar os conteúdos facilita no processo de estudo, principalmente contextualizando com questões atuais.

Assim, fica então mais uma dica. Um mesmo tema pode ter diferentes abordagens, por exemplo, a geográfica, a biológica e a química, entre outras.  Portanto, sob diferentes vieses e explicações, procure entender todos os lados. Praticar uma visão integrada daquilo que se estuda e entender a relevância do conteúdo para o seu cotidiano é uma forma de tornar o estudo mais leve e consequentemente mais proveitoso. #ficaadica

Agora, que você já está por dentro dos conteúdos mais cobrados, partiu estudar?

 

Mais coisas para estudar para o ENEM