Fontes de energias

Veja as diferentes fontes de energias

Embora na maioria das vezes a energia passe despercebida em nosso dia a dia, ela é essencial em nossas atividades cotidianas. Percebemos tal fato, por exemplo, quando falta luz e notamos nossa dependência de energia, pois paramos o que estávamos fazendo, de usar o computador, sem ter sinal de wifi, sentimos calor ou frio dependendo de onde estamos sem um aquecedor ou um ar condicionado…

Para além da necessidade da maioria das pessoas, o setor econômico também é altamente dependente de energia. De novo, imagine um apagão em uma indústria e mensure o prejuízo que algumas horas com a produção parada, imagine também uma bolsa de valores, que é interligada ao resto do mundo diariamente e caí a luz…

Dessa maneira, a energia é considerada um setor estratégico na economia e geopolítica internacional.

Consumo mundial de energia por habitante em 2010 (kg de petróleo per capita)

Contudo, as fontes de energias são diversas. Classificamos elas, então da seguinte maneira:

  • Não renováveis: que não se renovam em tempo de vida humana;
  • Renováveis: se renovam em tempo de vida humana;
  • Convencionais: capazes de sustentar uma matriz energética por possuírem elevado potencial energético;
  • Alternativas: não possuem capacidade de sustentar uma matriz energética, são utilizadas como fontes de apoio.

Fontes de energia não renováveis

Carvão Mineral

O carvão mineral é um tipo de combustível fóssil, ou seja, ele é originado pela decomposição de restos de vegetais, sendo assim, encontrado em bacias sedimentares. Por ser um combustível fóssil, é uma fonte altamente poluente (emite muito carbono e enxofre – o que contribui para formação de chuva ácida).

Embora esta fonte ainda seja usada em muitos países, principalmente a China, o carvão foi a principal matriz energética da Primeira Revolução Industrial.

Produção de carvão no mundo

Petróleo

O petróleo também é um combustível fóssil encontrado em bacias sedimentares, portanto, também altamente poluente (grande emissão de CO2 e SO2).

Esta fonte passou a ser matriz energética a partir da Segunda Revolução Industrial e ainda hoje é a mais utilizada. Atualmente, a maior parte da produção do petróleo é controlada pelos países membros da OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), que comandam o preço do barril de petróleo internacionalmente.

O petróleo possui função além de ser matriz energética, ele também serve de matéria-prima de plásticos, adubos, asfaltos, borrachas, cosméticos e etc.

Gás Natural

Gás Natural também é um combustível fóssil formado em bacias sedimentares. Entretanto, menos poluente que os anteriores.

O Gás possui um baixo poder energético, ou seja, é necessária grande quantidade de gás para gerar pouca quantidade de energia.

Nuclear

A energia nuclear é uma fonte que envolve alta tecnologia em sua produção, por isso seu custo de operacionalização é elevado. Além disso, é preciso ter um bom sistema de segurança e infraestrutura para funcionamento de uma usina nuclear, assim, o custo de implantação também é elevado.

Fontes de energia renováveis

Hidrelétrica

A usina hidrelétrica gera energia através da queda d’água de rios, que movem as turbinas. Sendo assim, é adequada a ser instalada em rios de planalto. O rio que abastece a usina não pode passar por períodos de seca, ou seja, o rio tem de ser perene, caso contrário o abastecimento da hidrelétrica será sazonal. É uma fonte pouco poluente.

Para instalar uma usina o custo é alto e há necessidade de uma grande área ser alagada formando a barragem, promovendo, assim, impactos socioambientais, pois força a população ribeirinha a se deslocar e destrói parte da fauna e da flora. Porém, o custo de operacionalização é mais baixo.

Álcool (biocombustível)

É uma energia alternativa às principais matrizes energética, por ser pouco poluente. Desse modo, ela reduz, principalmente, a dependência do petróleo.

O biocombustível tem como principal matéria-prima a cana de açúcar (muito utilizada no Brasil) e o milho (utilizada nos EUA). Embora seja mais limpa, há consequências em sua produção, favorecendo o desmatamento para plantação de cana, ampliando a concentração fundiária e promovendo monoculturas.

Eólica

Gerada pela força dos ventos, a energia eólica é uma energia limpa com alto custo de implantação. Contudo, há impactos ambientais significativos, como alteração da rota de migração de aves e poluição sonora.

No Brasil, conta com dois polos, um grande no Nordeste e outro no Rio Grande do Sul.

Mapa de Ocorrência de Ventos no Brasil

Solar

A energia solar é uma energia limpa, que possui alto custo de implantação. É adequada para lugares que possuem constante iluminação solar, assim, ideal para países tropicais, mas não possui um grande armazenamento de quantidade de energia.

Mais coisas para estudar para o ENEM