Fique ligado – Inscrevendo-se no Enem 2017 com segurança

Gustav Schmid 8 de maio de 2017
Fique ligado! Sem categoria Sem comentários

Com inscrições abertas entre as 8:30 de 8 de maio (segunda-feira) e se estendendo até as 23:59 do dia 19 de maio (sexta-feira) no site do Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, já é possível garantir a sua participação no Enem 2017. A taxa de inscrição será de R$ 82,00. Mas os candidatos interessados nas vagas oferecidas pelo segundo maior exame de admissão ao ensino superior do mundo devem se informar muito bem sobre os procedimentos para que não haja problemas no procedimento.

Um dos principais erros que o candidato costuma cometer é deixar passar a data de pagamento da GRU (Guia de Recolhimento da União), documento que funciona para o cidadão de maneira parecida com a dos boletos bancários e que é usada para pagar ao Inep pela participação no Enem 2017. Por isso a primeira coisa a fazer é marcar em sua agenda que, no dia 24 de maio, acaba o prazo: se não o candidato pagar, a inscrição será simplesmente cancelada, e todo o seu esforço terá sido inútil.
CPF: o documento principal

O próximo passo é reunir os documentos que são pedidos no momento da inscrição. O mais importante é o número do seu CPF. Além dele, você precisará fornecer a sua data de nascimento. Será feito um cruzamento com os dados da Receita Federal, de modo que os outros campos serão automaticamente preenchidos e não poderão ser editados.

 

Caso alguma informação esteja errada, o candidato terá de procurar a Receita Federal e pedir a correção. Ainda assim, o candidato terá a liberdade de indicar dados pessoais endereço para contato, número de telefones fixo e celular, além de e-mail.
Senha segura

Algo muito importante é o cadastro da senha do candidato. Cada senha deverá ter no máximo 10 caracteres, sendo eles números e letras e diferenciados entre maiúsculas e minúsculas. Será preciso bastante cuidado na memorização dessa nova senha, pois o Inep determinou que, a partir de 2017, só será possível recuperar a senha por SMS ou e-mail.

O motivo disso foram os problemas de segurança relatados no ano passado. Vale lembrar que, em 2016, o número de pessoas que tiveram o acesso temporariamente restrito ao sistema por terem esquecido sua senha alcançou a casa dos milhares.
Atendimento especial

Se o usuário precisar de atendimento especializado para realizar a prova, isso deverá ser determinado no momento da inscrição. Serão atendidos casos dentro do seguinte espectro: pessoas com autismo, com baixa visão, cegueira, deficiência física, deficiência intelectual, déficit de atenção, discalculia, dislexia, surdez, deficiência auditiva, surdocegueira e visão monocular.

Libras

Em 2017, será incluída, em caráter experimental, a possibilidade de fazer a prova em vídeo libras e também de recorrer à opção do tradutor-intérprete de libras. Para ter direito a esses benefícios, os candidatos precisarão mencionar o código de Classificação Internacional de Doenças (CID) e anexar o laudo médico em formato .pdf, .png, .jpg no ato da inscrição.

A documentação será analisada pelo Inep, e o candidato receberá uma resposta até 30 dias depois de o prazo de inscrição para o Enem 2017 se encerrar. Pessoas que precisarem de atendimento especializado terão uma hora a mais para realizar a prova.
No caso de gestantes, lactantes, idosos e candidatos em situação hospitalar que por motivos de saúde estudam em unidades médicas, também é garantido atendimento específico, mas será preciso que informem sua condição na inscrição. Uma novidade no ENEM 2017 é que candidatos portadores de doenças como diabetes também receberão atendimento específico. Bastará informar o CID na inscrição.  Entretanto,  esses candidatos não contarão com uma hora a mais de prova.

“Treineiros” com os dias contados

Outro ponto importante do processo de inscrição é informar corretamente sua situação em relação ao Ensino Médio. São quatro as opções:

já concluí o ensino médio

estou cursando a última série/ano do ensino médio

estou cursando o ensino médio, mas não concluirei no ano letivo de 2017

não estou cursando e não concluí o ensino médio

A ideia aqui é deixar claro que candidatos com menos de 18 anos e que não vão concluir o ensino médio em 2017 (mais conhecidos como “treineiros”) não terão o direito de usar o resultado da prova para acesso ao ensino superior.
Alterando informações pessoais

No caso de candidatos que encerrarão o Ensino Médio em 2017, será preciso informar o nome de sua escola ou o código da instituição, junto com a unidade federativa e o município onde fica. Cada candidato também deverá preencher um questionário socioeconômico com 27 perguntas (antes eram 50), no qual responderá questões sobre escolaridade e profissão dos pais e renda familiar.

Por fim, mesmo depois de realizar sua inscrição, o candidato poderá fazer alterações em dados de contato, trocar o município escolhido para a realização das provas, mudar a língua estrangeira ou ainda solicitar atendimento especial. Uma vez encerrado o prazo, isso não será mais possível.

É possível pedir isenção da taxa de inscrição?

Alunos que vão concluir o ensino médio em 2017 e matriculados na rede pública de ensino receberão automaticamente isenção da taxa de inscrição. Os demais deverão gerar a GRU para pagamento da inscrição ou solicitar isenção da taxa, desde que façam parte de:

famílias de baixa renda em situação de vulnerabilidade socioeconômica inscritos no CadÚnico;

famílias com renda familiar per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que cursaram todo o Ensino Médio na rede pública ou como bolsista integral em escolas particulares.

Será preciso informar o Número de Identificação Social (NIS), para que se possa receber automaticamente a informação, caso a isenção seja validada. Se a solicitação não for aceita, o sistema vai gerar automaticamente a Guia de Recolhimento da União (GRU).

Enem digital

Outra novidade interessante para o Enem 2017 é a reformulação do layout do site do Enem e o novo design e funções do app. Tanto o site como o app, lançado em 2016, passam a contar com uma seção de notícias destinada ao público geral. Assim, professores e pais poderão acompanhar áreas que não exigem o login do participantes.
Apenas no app, os usuários terão acesso ao espelho da redação, gabaritos e ao resultado individual. A ferramenta está disponível nas plataformas Android e IOS.

Gustav Schmid

Autor

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *